Ana Baldaia, em Londres e Bárbara Baldaia, em Lisboa



what karma?


E-mail this post



Remember me (?)



All personal information that you provide here will be governed by the Privacy Policy of Blogger.com. More...



Há por esses blogs fora, muito boa gente a fazer o balanço de um ano triste. Triste como foi o meu, no fundo, apesar de eu ser uma mulher feliz, mas com a quantidade de filhos-da-puta que se me atravessaram pelo caminho, não há felicidade nem mulher que aguente. Depois dos (des)amores habituais de novembro (de há uns anos para cá, há um karma que me persegue em novembro), acabo o ano tranquila, de cabeça limpa e perna dura de tanta caminhada no deserto. E faço votos para 2006. Amar perdidamente. Ter homem, sangue e vida em mim. E dizê-lo cantando a toda a gente. (sim, eu sei, disse-o no meio de uma francesinha, na véspera de natal, com o rio douro como testemunha, and so what?) Com o espírito optimista mais apurado que nunca. Foda-se, o próximo ano há-de ser melhor, seguramente.


5 Responses to “what karma?”

  1. Anonymous Anonymous 

    Seguramente, minha querida.
    Será teu, esse ano que aí vem.

    DD

  2. Anonymous Anonymous 

    O karma, assim como o destino, somos nós que o fazemos. Para o bem e para o mal. Vive intensamente e nunca corras o risco de te arrepender pelo que deixaste por fazer. Ama imensamente. Dança até às seis da manhã. Escreve, escreve muito, com sentimento. Espalha charme no ginásio e por todo o sítio por onde passas. Não trabalhes demais. Faz aquela viagem a Nova Iorque (já agora leva-me contigo). Acima de tudo, faz o favor de ser feliz. Malmequer

  3. Blogger Patsy Dear 

    um bom ano é sempre um ano em que há coisas (boas ou más) para contar. o teu ano 2005 foi bom, pelos vistos.

    (mais)feliz ano novo! :)

  4. Blogger Dreamkeeper 

    Positivo um ano muito positivo.
    O Karma não nos persegue, nem é como um "destino" que se cónstroi e que nós fazemos.
    O Karma liga-nos às nossas vidas anteriores e é uma especie de justiça que chega muito atrasada. Uma ou várias vidas de atraso.
    O Karma pode ser polido, acariciado, vivido, amaciado, e assim adquirir um brilho e uma capacidade de ressonância que se manifesta no nosso ser aí que vive no mundo real. Que pensa, que age, que ama a vida e dela tira a alegria e o prazer simples de viver. E de sonhar.
    Dreamkeeper

  5. Blogger Barbara Baldaia 

    ao dreamkeeper:\
    há tanto tempo que não ouvia falar do "das ein"... ehehe... só tu!

Leave a Reply

      Convert to boldConvert to italicConvert to link

 


About me

Previous posts

Archives

Links


ATOM 0.3